Quer marcar férias na neve? Siga estes 5 passos.

viajar

Cá em casa é tudo doido por neve. Há uns 6 anos a trás, decidimos fazer férias na neve pela primeira vez. Os mais velhos, na altura com 7 e 9 anos, ficaram apaixonados. Resultado: agora virou visita obrigatória, e todos os anos lá vamos nós.

A organização destas férias começa meses antes. O primeiro passo, é decidir as datas da viagem. Para nós não há grande escolha se tivermos dois fatores em consideração: o primeiro tem a ver com ser numa altura de neve (de novembro a março) e o segundo, são as férias escolares.

Depois das datas, temos que passar ao local, tipologia de alojamento, estância, se vamos ter aulas ou não, se queremos almoçar nas pistas ou não. Temos utilizado sempre a sporski para marcar as nossas férias na neve. A variedade e pacotes que oferecem, com várias opções de tudo incluído tem facilitado a nossa vida. O que geralmente fazemos é visitar o site e começar a ver as opções de pacotes e tendo em conta o nosso orçamento, escolhemos 2 ou 3 opções antes de enviar um e-mail a pedir orçamento definitivo.

Férias na Neve

Então e afinal o que devo ter em conta quando marco férias na neve? 

  1. Estância de Ski – A escolha da estância é algo muito importante. Existem várias na europa e cada uma tem uma série de características que as diferencia. Há estâncias mais familiares e outras mais direcionadas para jovens. Existem para todos os gostos, com uma vasta lista de características a considerar: os km de pistas, o nº de meios mecânicos, infraestruturas, atividades, aprés ski, acessos, etc.
  2. Programa – O ideal é levar um programa o mais completo possível para não ter surpresas: alojamento, passe para os meios mecânicos, alimentação nas pistas, aluguer de equipamento, aulas e o seguro. No passado já fomos com tudo incluído e ficou mais em conta do que estar a pagar tudo em separado. Existem muitos pacotes a preços excelentes e para todos os gostos e bolsos.
  3. Aulas – Recomendo para quem vai pela 1ª vez e pelo menos até se sentirem à vontade. Fazer ski ou snowboard não é fácil e os primeiros dias são duros. Por uma questão de segurança e para evitar estragar as suas férias, é melhor ter aulas e aprender alguma técnica antes de se aventurar sozinho.
  4. Alojamento – Hotel? Aparthotel? Apartamento? As primeiras vezes que fizemos neve ficamos em hotéis. Mas era sempre complicado, porque como somos 5, tinha que ser em hotéis que pudessem oferecer quartos ligados. Por outro lado, os miúdos estão a crescer e começam a pagar como adultos, o que encarece ainda mais ficar num hotel. O ano passado, decidimos experimentar ficar num apartamento e foi excelente. O preço que poupamos deu para pagar (e sobrou) todas as refeições, o gasóleo, portagens e compras!
  5. Roupa e equipamentos – Sim, fazer ski não é barato. Mas para quem decidir começar a pratica-lo com alguma frequência, alguns investimentos são feitos uma única vez, como a roupa. Pelo menos para os adultos. No das crianças, temos a sorte de todos serem rapazes, pelo que a roupa vai passando de uns para os outros. Hoje em dia muitas lojas de desporto como a Decatlhon e a Sportzone fazem grandes promoções de roupa e é possível comprar tudo – casaco, calças, camisola, capacete, gorro, luvas e botas – não gastando mais de 250€ (por pessoa). Tudo vai depender das marcas que escolher. O preço não é tudo e para quem optar por fazer todos os anos, vale a pena investir um pouco mais. Por exemplo, umas boas luvas é, para mim, fundamental e com 40€ já se compra um bom par.

Para quem decidir fazer férias na neve, o meu conselho é tratar o mais cedo possível. Nos últimos anos cada vez mais famílias portuguesas optam por fazer férias na neve e as épocas como o carnaval e páscoa são das mais procuradas.

Boas Férias!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply