Dicas para organizar um quarto de criança

organização kids

Organizar um quarto de criança pode ser uma dor de cabeça para qualquer pai ou mãe. E manter arrumado é outra dor de cabeça. Muitas vezes o quarto é partilhado por duas ou mais crianças e é necessário criar espaços apropriados para que cada um se sinta bem nesse espaço.

Hoje partilho algumas dicas sobre como pode organizar o quarto do seu filho (ou filhos) para o manter em ordem por mais tempo e não perder a cabeça todos os dias.

Organize 4 zonas diferentes

Um quarto de criança deve por norma ter 4 zonas diferentes: a de dormir; a de brincar; a de vestir; e a de estudar. Isto pode ser aplicado a qualquer idade, de bebés a adolescentes. A única coisa que separa estas idades  é a importância dada a cada uma das zonas. Enquanto para uma criança a zona de brincar tem uma importância maior, na adolescência o espaço de estudo é mais predominante.

Claro que estamos a falar do cenário ideal. Acredito que nem sempre seja possível que estas 4 zonas estejam num quarto. Existem famílias que, devido às rotinas que têm em família, preferem, por exemplo, ter um espaço só para brinquedos, separado do quarto de dormir. O que quero que pense, é que, independentemente de conseguir colocar tudo num único sítio, deverá sempre considerar estas 4 zonas: dormir, brincar, estudar e vestir.

Dicas para organizar um quarto de criança

Dicas para organizar um quarto de criança

ORGANIZAR ÁREA DE DORMIR

  • Fazer a cama é das coisas que dá logo um aspeto de quarto arrumado. Os seus filhos fazem a cama todos os dias? Cá por casa é uma guerra que conseguimos finalmente vencer. Com muita paciência e também à base de incentivos, mas conseguimos. E a verdade é que o facto de as camas estarem feitas, é meio caminho andado para o quarto parecer minimamente em ordem. Verdade ou não?!
  • Em relação ao espaço de dormir e de como o pode organizar tudo depende do tamanho do quarto e do números de crianças que lá dormem.  Os beliches são sem dúvida ideais para quartos partilhados por criança, em especial se o quarto não é muito grande.
  • Dependendo do tamanho do quarto, ter uma cama elevada, pode ser outra opção. Sabem a qual me refiro? São aquelas camas que parecem beliches mas não tem a cama de baixo. Isto permite utilizar o espaço por baixo para ter uma secretária, um armário ou um sofá.
  • Para quem não tem de partilhar quarto sugiro que escolha camas com arrumação por baixo, seja em gavetões ou a opção de levantar o colchão. Dá sempre jeito ter o espaço extra para guardar roupa mais volumosa, como edredons ou mesmo brinquedos grandes, desenhos da escola ou roupa que não está a usar nessa estação. Para quem tem vários filhos, é excelente para guardar aquela roupa que deixou de servir a um, mas está à espera de servir a outro. Não se esqueça é de colocar saquinhos anti-traça e anti-humidade para proteger a roupa, em especial no inverno.

ORGANIZAR ÁREA DE BRINCAR

  • A área de brincar talvez seja a mais difícil de manter arrumada, principalmente quando as crianças são pequenas. E a que mais dor de cabeça nos dá. Quem nunca pisou (descalço) uma peça de Lego atire a primeira pedra!!
  • Use e abuse de cestos ou caixas para organizar os brinquedos. Por um lado é mais fácil para controlar a quantidade de brinquedos (se deixam de caber, está na hora de destralhar) e por outro, é mais fácil para depois arrumar, em especial se quiser que seja o seu filho a fazê-lo. Basta atirar os brinquedos todos lá para dentro.
  • Separe os brinquedos por tipo e identifique com etiquetas cada caixa ou cesto. Carros, pistas, lego, puzzles, bonecos, playmobil, barbies… são algumas das ideias. Para os mais velhos pode escrever e para os mais novos utilize desenhos. Não se esqueça de usar os nomes que o seu filho usa para chamar os brinquedos e, se já for crescido, organize com ele. Aliás, se o seu filhote já souber escrever, que seja ele a escrever nas etiquetas.
  • Compre móveis de acordo com a idade e tamanho do seu filho, para que ele possa ter acesso a todos os brinquedos sem lhe ter de pedir ajuda. Gosto especialmente dos móveis em blocos, onde podemos colocar cestos ou caixas coloridas e ainda utilizar a parte de cima do móvel para por outros brinquedos como puzzles ou a luz de presença.
  • Para crianças de idades diferentes que partilhem quarto, coloque algumas prateleiras para que os mais velhos possam guardar as coisas deles, fora do alcance das mãozinhas do irmão ou irmã mais novo. Sabem? Aquelas naves de Lego caríssimas ou aquela boneca em porcelana que não podem ir parar às mãos de qualquer um?
  • Crie um cantinho de leitura com almofadas no chão ou um sofá. Existem sofás de crescidos em tamanho criança lindos de morrer. Organize os livros por cores. Para além de dar um aspeto mais organizado (mesmo que tenha livros altos misturados com baixos) vai ajudar o seu filho a saber onde deve guardar o livro, em especial quando ainda não sabe ler.
  • De acordo com os gostos do seu filho, crie espaços específicos – uma cozinha ou supermercado, ou um cabide com disfarces, para os miúdos que adoram andar mascarados. O importante é que o seu filho perceba que cada coisa no seu quarto tem o seu lugar.
  • Tenha um baú ou um cesto maior para colocar os bonecos de peluche. Não se esqueça que o parapeito da janela não é o local ideal para colocar brinquedos. A exposição solar faz que percam a cor depois de algum tempo.
Organize brinquedos usando caixas e cestos

ORGANIZAR ÁREA DE ESTUDAR

  • O cantinho do estudo será até determinada idade chamado do cantinho das artes. É aqui que o seu filho vai pintar, fazer desenhos, brincar com plasticina ou areia mágica. Ai plasticina! Como os pais adoram a plasticina! Em especial colada à roupa e aos tapetes!
  • Escolha uma mesa de acordo com o tamanho dele e com uma superfície facilmente lavável.
  • Organize uma gaveta, caixa ou carrinho com todo o material necessário – papel, canetas, lápis de cera, tintas, colas, livros de colorir e os brinquedos de actividades, como plasticinas, carimbos, etc. Gosto em especial dos carrinhos para organizar este tipo de material.
  • Quando são mais crescidos e já têm idade para ter uma secretária “à séria”, organize um cantinho confortável e calmo. Da mesma forma como no cantinho das artes, o seu filho precisa de ter tudo à mão. Canetas, lápis de cor, tesoura, cola.
  • Tire partido das gavetas para evitar que o tampo fique cheio de coisas. E não se esqueça que a cadeira, posição da mesa e a luz vão contribuir para o conforto do espaço.
  • O ideal será que não existam distrações no quarto. Pessoalmente não gosto de ter televisão no quarto, mas isso é uma decisão que cada pai deve fazer de acordo com as regras e rotinas da sua casa.
Organizar livros de crianças

ORGANIZAR ÁREA DE VESTIR

  • Os miúdos estão sempre a crescer e quando dá conta metade do roupeiro não serve. Está à procura de uma peça de roupa, no meio da confusão das gavetas e não encontra a tal meia que procura? Então está na hora de pensar na organização do roupeiro do seu filho.
  • Use cabides iguais para pendurar a roupa. Organize por tipo e depois por cores. Tenha em consideração que a roupa de criança é mais pequena e que os cabides de adulto não servem para algumas peças. As peças que se penduram são: casacos, vestidos, jardineiras e camisas. Dependendo do espaço disponível também pode pendurar t-shirts e sweat-shirts.
  • Maximize as gavetas com divisórias e caixas e dobrando as peças correctamente. O objetivo é que ao abrir o roupeiro e as gavetas tenha a visão de toda a roupa que tem.
  • Coloque a roupa que usa com mais frequência nas gavetas ou prateleiras mais à mão e a roupa que utiliza menos nas gavetas ou prateleiras menos acessíveis.
  • Nas gavetas a roupa é colocada lado a lado, sempre na direcção do fundo da gaveta e, no caso das prateleiras, a roupa é colocada uma por cima da outra. Use gabaritos para fazer as dobras e garantir que todas as peças ficam com o mesmo tamanho.
  • Peças pouco usadas podem guardar-se em caixas ou em sacos a vácuo (sempre identificados) na parte de cima do roupeiro.
  • No caso do seu filho já se vestir sozinho, organize o roupeiro para que ele possa escolher e tirar a roupa sozinho. Para isso, a roupa deve estar acessível.
  • Nas gavetas ou prateleiras pode usar etiquetas para identificar o tipo de roupa, por exemplo, camisolas de manga curta, camisolas manga compridas, etc.. Vai ajudar muito na hora de guardar a roupa de volta ao sítio certo, em especial se não é sempre a mesma pessoa a fazê-lo.
  • Pelo menos 2 vezes por ano deve dar uma vista de olhos na roupa e fazer um destralhe. No meu caso, assim que me dou conta que a roupa já não serve, fica já de parte. O pior erro é voltar a guardar no roupeiro com a ideia de ver a roupa toda depois. Com o tempo vai se esquecer que aquela peça já não servia, mas como está lá, vai ficar com a ideia que ainda tem muita roupa, quando na verdade, pode estar com falta dela.
Organizar roupeiro

Espero que estas dicas ou truques ajudem a criar quartos mais organizados. Pense na organização como uma ferramenta para viver uma vida mais feliz. Brinquedos espalhados vão sempre existir numa casa com crianças, mas se souber que há um lugar certo para eles, isso vai fazer toda a diferença. Deixe de passar a vida a arrumar e ganhe tempo para estar com os seus filhos!

Artigo Arrumadinha, públicado na Revista @storiesmagazine de fevereiro 2020

Dicas para organizar um quarto de criança

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply