Saúde mental e organização

organização

Em tempos de Pandemia, o tema da saúde mental voltou a estar em cima da mesa. Todos nós fomos postos à prova. Meses fechados em casa, privados de actividades que gostamos, do contacto com os nossos seres queridos, a trabalhar e cuidar de crianças ao mesmo tempo. Muitas vezes com a sensação de estar a trabalhar a mais, já para não falar do sentimento de culpa de não estar a entregar-nos a 100% a algo. Nem ao trabalho. Nem à família.

Tenho lido muito sobre a relação entre a organização da casa e o impacto que ela tem na nossa saúde mental e emocional. Nos últimos anos, vários estudos foram publicados à volta deste tema, e a sua relação direta com a depressão e saúde mental.

Um dos livros recomendo ter na sua biblioteca de organização é o Livro a Gretchen Rubin “Casa em Ordem, Mente em Paz“. Um livro sobre como ao conseguir criar um ambiente ordenado pode ajudar a viver de um modo mais feliz, mais saudável, produtivo e criativo.

Como a desorganização pode afetar o seu cérebro

De acordo com o artigo da Amy Capetta na Revista Goodhouskeeping “Ao nível subconsciente, a desordem provavelmente está ligada a emoções negativas (confusão, tensão, irritabilidade, preocupação), enquanto um espaço limpo tem mais probabilidade de estar ligado a emoções positivas (felicidade, calma, uma sensação de bem-estar)”.

Aliás, refere também um estudo de 2010, onde se “descobriu que as mulheres que vivem numa casa desorganizada apresentaram níveis mais elevados do hormônio do estresse cortisol”.

Esta não é a primeira vez que oiço falar disto. Um ambiente desorganizado tem a tendência para gerar mais stress. Porque será? Por conter uma grande quantidade de informação que confunde o cérebro. Faz sentido, certo?

Tenho andado a ler o livro da Diana Quan, e ela fala um pouco sobre isto. No seu livro “Cuide da sua Casa, Cuida de si“, reúne as diferentes mensagens que a desarrumação transmite, segundo a sua localização. “Se a desordem impera por toda a casa, significa que estará a ser dominado por sentimentos de desânimo, negligência e apatia perante todos os aspetos da vida”.

Não me surpreende que uma pessoa que esteja a passar por uma depressão ou um momento mais frágil, perca a vontade de por ordem na sua casa e por conseguinte, que esta se transforme num local desordenando. Isto acaba por ser um ciclo vicioso: não temos vontade de nada, a casa fica desorganizada e uma casa desorganizada só contribui para um maior desânimo. E assim sucessivamente.



Como pode usar a organização para benefício da sua saúde mental?

Vários tem sido os benefícios identificados de organizar e limpar uma casa para a saúde física e mental. Ter uma casa limpa e organizada é bom para si. Porque?

  • Ajuda a reduzir os níveis de stress – ao limpar e organizar a sua casa vai aproveitar para se ver livre de algumas coisas. Menos coisas, menos stress sobre elas. Também, se cada coisa tiver o seu lugar, vai encontrar as coisas mais rápido e estressar menos sobre onda as colocou.
  • Melhora a produtividade – organizar a sua casa pode trazer-lhe um novo rumo e energia renovada. Comece pequeno. Faça a sua cama. Arrume a roupa. Limpe a bancada da cozinha. Organize o seu frigorífico. Coisas que ajudem a tornar a sua rotina diária melhor e assim, aos poucos, começar a recuperar a sua energia, o seu propósito e um novo rumo.
  • Mais felicidade – ter um espaço limpo e organizado vai aumentar o sentimento de satisfação e de meta alcançada. E resultados positivos, ajudam a que se sinta mais feliz. Se já tem a sua mente ocupada com coisas, uma pilha de loiça por lavar é mais uma coisa para a preocupar, e mais uma coisa para a fazer-se sentir-se em baixo. Como disse antes, comece pequeno, mas cuide de si, cuidando também do seu lar.

Independentemente de saber que uma casa limpa e organizada é bom para si, não há dúvidas que ajuda a sentir-se melhor, mais produtivo e fisicamente mais saudável.


Não está com energia para organizar a sua casa?

Eu posso ajudar! Agora que sabe que uma casa organizada pode ajudar a ultrapassar o seu desânimo, fale comigo. Se não se sente motivada para o fazer, muito menos sabe por onde começar, seja porque não tem cabeça ou porque não o quer fazer sozinha, fale comigo para lhe apresentar os serviços que disponho de organização.

Não precisa de fazer, nem passar por isto sozinha. Conte comigo e com a minha experiência como organizadora profissional para a ajudar a transformar a sua casa e a sua vida.


Organização e Saúde Mental

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply